Alter do Chão. A praia mais bonita do Brasil fica num rio

Num país com 8.000 kilômetros de costa, dizer que a praia mais bonita do Brasil fica num rio no meio da Amazônia é quase uma ironia. Não qu eu não seja fã de nossos praias, de norte a sul, só as favoritas não cabem nas duas mãos. São muitas top ten e quase sempre bastante distintas, ou seja, tem praia pra tudo quanto é gosto. Porém, o jornal britânico The Guardian, elegeu a praia de Alter do Chão situada na beira do Rio Tapajós na parte amazônica do Pará, como a mais bonita do Brasil e uma das dez praias mais bonitas do mundo.

Lago Verde no Rio Tapajós

Vila de Alter do Chão

Estive neste paraíso de água doce por uma semana, e não tinha a menor vontade de ir embora. Distante 30 Km de Santarém, a vila de Alter fica na margem direita do imenso Rio Tapajós, que é quase um mar de tão imenso e suas praias se formam após a época das chuvas, que vai de janeiro a maio. Entre os meses de setembro a janeiro, as praias de areia super brancas são formadas nas margens do rio. Além das belas praias, no período das cheias (que vai de março a agosto), podemos avistar a Vitória-Régia, uma das maiores plantas aquáticas do mundo. No período das águas baixas (que vai de setembro a fevereiro) as revoadas dos passáros são de perder o fôlego.

Ilha do Amor ainda submersa na cheia

Vista para o Rio Tapajós no Morro da Piroca

Muitas vezes chamada de Caribe brasileiro, ajuda a compor sua beleza a impressionante localização da praia, onde as águas do Tapajós formam o Lago Verde ou Lago dos Muiraquitãs. Seu cartão postal é a Ilha do Amor, onde se chega em meros 5 minutos de catraia, barquinhos equivalentes à nossos taxis, que se pode tomar no centrinho da Vila. Ao chegar na ilha, escolha o quiosque que achar mais agradável, peça seu peixe (pode ser um Pirarucu, Tucunaré ou a fantástica costela de Tambaqui) e combine o horário que deseja almoçar. Aí é só relaxar na praia, mergulhar ou alugar um caiaque para remar pelo Lago Verde. Vida difícil, não é? Quer ver tudo por outro ângulo? Então suba até o Morro da Piroca e depois de um pequeno trekking veja a grandiosidade do Tapajós visto do alto. Outros passeios imperdíveis são pela Floresta Nacional do Tapajós, a Flona, uma reserva florestal de 600 mil hectares repleta de florestas primárias, praias, comunidades e igarapés. A experiência de navegar num pequeno barco passando pelo Rio Amazonas parece completamente for a de cogitação, mas ali é possível. Além de encontrar uma fauna e flora únicas, chegamos na Comunidade Urucureá no Rio Arapiuns, famosa pelo colorido artesanato de palha. O almoço vinha do próprio rio que os barqueiros pescavam e assavam, e para dormir, nada mais que uma rede pendurada no barco. Não era preciso nada mais.

Uma observação: o restaurante mais badalado do Brasil, o D.O.M., é considerado o sétimo melhor do mundo e grande parte dos ingredientes de seus deliciosos e intrigantes pratos vem do Pará.

Por do sol privilegiado visto de Alter do Chão

Passeio em barco Amazônico

Nossa casa por 2 dias no Rio Jari

Projeto peixe-boi

Projeto peixe-boi

Em Santarém, cidade no meio do estado do Pará e equidistante de Manaus e Belém, não deixe de ver o encontro das águas do transparente Rio Tapajós com o barrento Rio Amazonas, que devido às suas diferentes densidades e velocidades das águas, fluem lado a lado sem se misturarem. Se sua escala da viagem for a cidade de Belém, não pense duas vezes em optar por parar ali e curtir alguns dias. Seja pelos contrastes, pela culinária, pelo Mercado Ver o Peso ou por tantos outros bons motivos desta bela cidade. Mas isto já é outra história que depois eu conto aqui.

Visão de camarote

Descobrindo o Mercado Ver o Peso, Belém

Mercado Ver o Peso, Belém

Ale Ravagnani

Anúncios