Retratos de Harvard

Relaxando nos jardins de Harvard

Escadaria da biblioteca

Inspiração pelo campus

A Universidade de Harvard, situada nos arredores de Boston e uma das instituições educacionais mais prestigiadas dos Estados Unidos e do mundo, vem sendo uma grande atrativo para muitos brasileiros que buscam um diploma no exterior. Foi-se o tempo que o imigrante brasileiro era aquele que somente ia atrás de melhores condições de vida para ele e sua família, onde a grande maioria trabalhava no que aparecia pela frente, como restaurantes ou construção civil. Hoje com mais estabilidade econômica e maiores possibilidades, este novo imigrante procura sair do país para voltar mais qualificado e preparado para se sair melhor, muitas vezes pensando em seu país, que hoje é onde estão as melhores oportunidades de um bom trabalho.

Ao visitar Harvard é que nos damos conta que não é somente um ensino exemplar que atrai tanta gente de todos os países do mundo, mas também a oportunidade em vivenciar um estilo de vida mais tranquilo com um ambiente inspirador. Fundada em 1636 na cidade de Cambridge no estado de Massachussetts, foi batizada Harvard College em homenagem a John Harvard, um de seus principais mecenas. Atualmente possui mais de 20 mil estudantes matriculados, sendo mais da metade deles de estudantes de pós-graduação que fazem mestrado e doutorado.

Harvard, além de ser a mais rica, é também considerada a melhor universidade do mundo.
Sete presidentes dos Estados Unidos graduaram-se nela: John Adams, John Quincy Adams, Rutherford B. Hayes, John F. Kennedy, Franklin Delano Roosevelt, Theodore Roosevelt e Barack Obama. Além disso, Bill Gates, presidente da Microsoft, e Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, também foram alunos da universidade.
Aí nos damos conta que boa escola faz toda a diferença.

Hora da aula

Portão de entrada

Arquitetura típica da herança inglesa na Nova Inglaterra

Natureza por todos os lados

Prédios independentes e divididos por setores

A bicicleta é o meio de transporte em Cambridge

Preparado para a canoagem, Cambridge

Lanchonete/cenário de A Rede Social, Cambridge

História na Nova Inglaterra, Cambridge

Traquitana musical na pracinha de Cambridge

Ale Ravagnani

Paris vs Nova York

Uma pitada de ironia e bom humor para retratar duas grandes cidades.

Nunca ninguém antes pensou em comparar duas metrópoles tão marcantes e únicas como Nova York e Paris, cada uma marcada por ícones fortes e caracterizados com muita personalidade, fazendo-as únicas e deleite de todo turista. O designer e diretor de arte Vahram Muratyan encontrou uma forma criativa e divertida de mostrar os aspectos cotidianos ao brincar com as duas cidades fazendo uma viagem pelas peculiaridades e marcando o comportamento dos parisienses e nova-iorquinos.

“Paris versus New York – A Tally of Two Cities”, que virou blog (www.parisvsnyc.blogspot.com) e livro estão recheadas de boas ilustrações que por si só são uma viagem pelas cidades e suas características que as tornam tão diferentes e antagônicas e ao mesmo tempo, ambas essenciais para o viajante.

As artes não costumam ser autoexplicativas, o que acaba exigindo algum conhecimento sobre aspectos das cidades. Para quem não as conhece, cada ilustração vira uma “city-tour” sobre a cultura e pelo dia-a-dia de cada cidade.

Bon voyage / Have a nice trip

Ale Ravagnani

Tiradentes. Êta trem bão, sô!

Tiradentes e suas ladeiras

Rua vista da Igreja Matriz

Cair da noite

Rua típica da cidade

Nenhuma outra cidade do interior do Brasil, conseguiu aliar características tão bacanas quanto a pequena Tiradentes, no interior de Minas Gerais. Motivos de sobra para atrair visitantes de todos os gostos.
Agora que as chuvas passaram e tudo volta ao normal, quem não conhece esta jóia da arquitetura barroca, vai se encantar.
Tenho muitos motivos para convencer a qualquer um e vou listar o que pra mim é de mais evidente, mas sempre digo que cada pessoa faz suas próprias descobertas ao viajar, e com certeza outros atrativos surgirão quando você for a Tiradentes.

1. Arquitetura colonial intacta

Matriz de Santo Antônio

Matriz de Santo Antônio

Interior de ouro da Matriz

Relógio de Sol em pedra sabão

Casario colonial típico

Chafariz de S. José

Poucas cidades do Brasil tem um patrimônio artístico tão impresssionante que se manteve ao longo dos séculos. A cidade cresceu de maneira ordenada e bem preservada. O casario colonial continua lá como foi concebido no início de 1700, graças à abundância do ouro. A Matriz de Santo Antônio construída em 1710 é a segunda igreja com mais ouro do Brasil e o órgão de tubos de 1788 é considerado um dos mais importantes do mundo e acontecem recitais às sextas-feiras à noite para ajudar você a voltar no tempo.

Muitas outras igrejas, também históricas, estão pela cidade inteira, e outros marcos históricos como o Chafariz de São José, o calçamento original, museus e monumentos estão ao seu alcance bastando uma simples caminhada pela cidade. Uma curiosidade é que a Rede Globo e muitos diretores de cinema utilizam a cidade como um cenário a céu aberto e fazem dela uma locação autêntica de época. Nenhuma outra cidade foi tão filmada, talvez graças ao bom estado de preservação, à fiação subterrânea dos postes que não deturpa o visual ou ao simples motivo de que passear por Tiradentes é quase que viver em outra época.

2. Uma região que respira arte

Atelier em Bichinho

Artesão de pedra sabão

Loja em Tiradentes

Arte em tecido

Flores de metal e sucata

Diferença no detalhe

Cerâmica do Vale do Jequitinhonha

Prepare-se para entrar nas lojas de móveis, antiguidades e visitar os ateliers de arte. São muitos e estão por todos os lados. No centro histórico bons ateliers que produzem arte como bordados, esculturas em madeira, estanho e pedra sabão e bons móveis dominam o comércio. No início da cidade, antes de acabar a estrada, boas opções de antiquários e fabricantes de móveis estão nos dois lados da via.

– Bichinho

Oficina de Agosto, Bichinho

Oficina de Agosto, Bichinho

Oficina de Agosto, Bichinho

A vila de Bichinho, a poucos quilômetros de Tiradentes, sofreu uma completa mudança depois que a Oficina de Agosto, do artista plástico Toti chegou e começou a desenvolver os habitantes locais para criar um artesanato mais elaborado e criativo. Dezenas de outros ateliers surgiram e deram uma cara de Vila Madalena (bairro paulistano com muitos artistas, galerias e lojas criativas) para o sertão de Minas, mudando completamente o que é produzido e agregando valor e personalidade ao local. Hoje são dezenas e pequenos ateliers e lojas onde é fácil passar o dia visitando e se inspirando.

Outras cidades vizinhas se especializaram em ramos diversos e oferecem o que de melhor se produz na região.

– Resende Costa

Esta pequena cidade tem o tear como sua melhor expressão, com uma grande produção de tapetes, cortinas e tudo mais que se pode se fazer em tecido de tear.

– Coronel Xavier Chaves

O Engenho Boa Vista é considerado o mais antigo em atividade no Brasil e produz boa cachaça. Além disso, se você procura esculturas ou objetos utilitários em pedra sabão, está no lugar certo, mesmo que seja somente para apreciar o trabalho dos artesãos.

– São João del Rei

Igreja projetada por Aleijadinho

Rua das Casas Tortas, S. João del Rei

Aqui a atração não é somente o artesanato, mas se esta for sua intenção, procure pelos produtores de estanho. São vários fabricantes e estes possuem lojas de fábrica. Mas não deixe de visitar o casario barroco e seus antigos solares, como o dos Neves, as igrejas que o Aleijadinho projetou e caminhar pela rua das Casas Tortas.

3. Ótima gastronomia

A simpatia da Chef Beth Beltrão, Viradas do Largo

Não é só pelo Festival Gastronômico que acontece todo mês de agosto, que a fama de se comer bem em Tiradentes correu por aí. Além da maravilhosa comida mineira como o excelente Viradas do Largo comandado pela super chef Beth Beltrão, mas também pela diversidade da culinária local. Cuidado com os preços altos e muitas vezes é obrigatório fazer reserva para jantar, mas alguns italianos chamam a atenção como a Trattoria Via Destra, a pizza do Atrás da Matriz é bem gostosa para os domingos, o restaurante Tragaluz e sua comida mais elaborada surpreende na apresentação, cenário e a comida é de qualidade e o Theatro da Villa principalmente pelos altos preços, apesar de ter uma culinária bastante inspirada. Mas no fim da viagem, percebemos que todos os caminhos nos levavam à Beth. Obrigado pelo carinho e amor com que você faz seus banquetes.

4. Atrativos para todas as idades

Maria Fumaça saindo de Tiradentes

Como antigamente...

Museu do automóvel

Não é só para os mais velhos que Tiradentes costuma ser atrativa. Uma autêntica Maria Fumaça, numa rota que liga a cidade até São João del Rei, parte aos finais de semana numa volta ao tempo do pouco que sobrou do transporte ferroviário no Brasil. A viagem na composição puxada pela locomotiva construída na Filadélfia tem um ar de antigamente e nos dá a oportunidade e viver algo em esquecimento por aqui. Mas outros atrativos não faltam, como diversos cavalos que puxam charretes pelo centro histórico, um tour noturno patrocinado pelo Museu do Automóvel perto de Bichinho, o Festival de Cinema de Tiradentes que acontece em janeiro ou simplesmente o não fazer nada e aquela preguiça de depois do almoço que este tipo de lugar convida. Não que o tutu de feijão não tenha parte da culpa…

5. Natureza privilegiada

Vista da Serra de São José

Vista da cidade do Morro da Igreja S. Francisco de Paula

Natureza até na cidade

A Serra de São José domina a paisagem e o paredão de mais de mil metros de altura emoldura a cidade e dá uma vasta opção de passeios ecológicos e caminhadas. No caminho, uma vegetação bastante rica e cachoeiras para se refrescar. Sem contar com trechos da antiga Calçada do Ouro, onde os escravos passavam com os carregamentos de ouro. Os passeios são mais apropriados para serem feitos com guias locais e podem ser feitos a pé ou de Land Rover por outras trilhas.

6. Excelente infraestrutura

Hotel Solar da Ponte

Pousada Lis Bleu

As pousadas surgiram por todos os lados e para todos os bolsos. Você tem a opção de ficar no majestoso Solar da Ponte, um dos casarões mais bonitos de Tiradentes, onde é servido um autêntico chá inglês com sotaque mineiro todas as tardes ou ainda ficar com muito conforto em lugares menos ostensivos como a novíssima Pousada Lis Bleu, que um casal de paulistanos montaram a cerca de um ano com muito bom gosto e romantismo. Os quartos ficam espalhados pelo terreno, em pequenos conjuntos com bastante privacidade, o café da manhã é indescritível e um queijo da Serra da Canastra está à disposição para ser derretido na chapa do fogão à lenha que está sempre à postos. Além disso, sucos naturais, bolos, pães, tudo super caseiro e com gostinho de Minas. Se sobrar tempo, aproveite a pequena piscina e a sauna localizados na parte mais alta da pousada e com uma linda vista de toda a Serra e parte da cidade.

Nos finais de semana o apito da Maria Fumaça soa logo abaixo, já que estamos vizinhos da antiga estação de trem.

Êta trem bão, sô!

Ale Ravagnani

São Paulo vista num voo panorâmico ou dos edifícios mais altos da cidade


Região do bairro do Sumaré e da Paulista

Edifício Itália no centro de São Paulo

Quase não conseguimos mais perceber a cidade. Seja pela pressa por que passamos por ela, seja pela alta concentração de tudo, de pessoas, carros, concreto e a dificuldade de separar o joio do trigo, a bagunça da boa arquitetura. Tudo é superlativo numa das maiores metrópoles do mundo e na maior cidade brasileira. Do alto conseguimos prestar atenção em detalhes que nosso dia a dia não permite, e melhor, o ângulo é único.

Se você não tiver oportunidade de fazer um voo panorâmico pela cidade, alguns outros pontos podem ajudar a ter aquela visão de tirar o fôlego, e ver aquele mar de prédios de cima e longe da multidão. No alto do 41º andar do Edifício Itália ou a 165 metros do chão, no centro da cidade, um jantar no Terraço Itália vale pela vista e hoje em dia também pela comida que recentemente foi renovada pelo chef italiano Samuele Oliva (ex-chef do restaurante Piselli). Outro lugar que vale tanto pela vista quanto pela refeição é o Arola Vintetres, do estrelado chef catalão Sergi Arola, que fica no alto do Hotel Tivoli Mofarrej, na região da Av. Paulista. Nesse caso a experiência gastronômica é tão elevada que quase se esquece de olhar pela janela para admirar os prédios da Paulista. E uma última opção, mas numa escala menor porém não menos bonita, o alto do Hotel Unique abriga um restaurante aberto também para quem não está hospedado, o Skye. Almoçar ou jantar à beira da piscina vermelha do hotel e emoldurado pela vista do Jardim Europa, um dos bairros residenciais mais arborizados de São Paulo, apresenta uma cidade numa escala muito mais acessível e menos agressiva. Seja qual for suas escolhas, São Paulo combina com uma boa refeição. Escolha pelos dois, começe com o voo e termine com um bom jantar.

Bairro do Brooklin e região da Berrini

Ponte Estaiada e o Rio Pinheiros

Shopping Market Place e Morumbi

Estação Elevatória no Rio Pinheiros

Esporte Clube Pinheiros

Ponte do Morumbi e ciclofaixa do Rio Pinheiros

Bairro do Morumbi

Auditório do Parque do Ibirapuera

Estádio e clube do Palmeiras

Igreja

Viaduto do Chá no Vale do Anhangabaú

Carga e Descarga

Tenda do Cirque du Soleil no Parque Villa Lobos

Rotatória

Playcenter

Auditório do Anhembi

Ale Ravagnani

Brasil. A 31ª “marca” mais forte do mundo

Parece estranho, mas sim, os países são avaliados como marcas e acaba de sair o ranking da FutureBrand, que avaliou a força da “marca” de 113 nações do mundo, o Country Brand Index (CBI), e o Brasil ficou em 31º colocado, ou seja, o nome Brasil mundo afora e o que ele significa para as pessoas está representado nesta avaliação e no incrível crescimento de 10 posições em apenas um ano desde a última avaliação.

Diversos fatores são analisados, entre eles a qualidade de vida no país, facilidade para geração de novos negócios, consciência ambiental, cultura, liberdade política, sistema jurídico, liberdade de expressão e o turismo, no qual o Brasil aparece como o segundo País com as melhores praias, perdendo somente para a Austrália, e como o terceiro no ranking de vida noturna, atrás de Estados Unidos e Grã-Bretanha.

Entre os Brics, a liderança é da Índia, que fica com a 29º posição, mas o relatório afirma que “o Brasil é a estrela em ascensão do grupo”. Sediar grandes eventos como Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, além do crescimento da economia, explicam a performance do Brasil.

Na América Latina, o único país à frente do Brasil é a Costa Rica, que ocupa a 24ª posição.
E as marcas-país mais fortes do mundo são o Canadá, Suíça, Nova Zelândia, Japão, Austrália, Estados Unidos, Suécia, Finlândia, França e Itália que ocupam as 10 primeiras posições no ranking feito através de entrevistas realizadas em julho de de 2011 com 3,5 mil turistas e empresários, além de dados de 102 especialistas e 14 pesquisas de mercado.

Baia dos Porcos e Morro Dois Irmãos em Fernando de Noronha

Fernando de Noronha ajuda à ótima classificação do Brasil no quesito praias

Porto de St. Antônio em Noronha no pôr do sol

Porto de St. Antônio e Morro do Pico ao fundo

Morro do Pico, cartão postal de Noronha

Praia do Cachorro na Vila dos Remédios, Noronha

Praia da Cacimba do Padre, Noronha

Lagarto que compõe a fauna da ilha

Morro do Pico em Fernando de Noronha

Ale Ravagnani

Visitar Boston é matar as saudades da Inglaterra

A cidade de Boston, localizada no estado de Massachusetts na costa oeste americana, vem sendo negligenciada pelos turistas a muito tempo. Talvez seja pela proximidade com Nova York e suas inúmeras atrações, mas este não deveria ser o motivo de ser deixada tão de lado. Principalmente depois de passar pela sua vizinha Nova York, Boston acaba sendo o lugar ideal para para aquela descompressão de cidade grande, para sentir como é bom estar num lugar com alta qualidade de vida, onde as pessoas caminham sem pressa pelas ruas e o almoço não é um simples sanduíche comido em pé. Recentemente um enorme projeto urbano chamado de “Big Dig” colocou diversas vias expressas para debaixo da terra. Antes cortavam a cidade deixando-a pouco amigável, agora todo o trânsito pesado desapareceu de nossos olhos e depois de 12 anos de obras, entregou uma cidade muito mais amigável para o pedestre.

Longfellow Bridge no Charles River

O frio não espanta os esportes náuticos

Ponte antiga de Boston

Aportando na cidade

Não encare uma visita a Boston apenas como viagem de um dia, aquele típico bate e volta. Seja generoso e se puder não pense duas vezes em reservar uma semana inteira. Além de conhecer a cidade e um pouco do estado, conhecer sua redondeza e os estados vizinhos do Maine, Connecticut, New Hampshire e Rhode Island, especialmente se a época do ano for o outono, será uma viagem inesquecível. As folhas das árvores ficam amarelas e depois vermelhas cor de fogo completam um visual deslumbrante. Ali por perto ficam as famosas e ricas Cape Cod e Martha’s Vineyard, cidades aristocráticas a beira mar, Salem, que ficou famosa por suas histórias de bruxas no século XVII, entre muitos outros lugares especiais que fazem da região da Nova Inglaterra uma das mais bonitas dos Estados Unidos, com uma perfeita harmonia entre cidades históricas e natureza. Aliás, foi em Boston onde muito da história dos pioneiros que chegaram ao país começou. Fundada em 1630 pelos ingleses, também está ali perto na cidade de Cambridge a primeira universidade americana, Harvard e o M.I.T, considerado uma das melhores escolas de tecnologia do mundo.

Boston Old City Hall

Quincy Market

Quincy Market

Trinity Church

Jardim público de Boston

Faneuil Hall

Jardins de Boston

Em Boston, caminhando pela Freedom Trail você vai curtir o passado da cidade. O Museum of Fine Arts (MFA) e sua vasta coleção de arte, que passa por diversos períodos e estilos, prova que ali não faltam boas referências da história da arte também. Suas compras também não irão ficar nada a dever à vizinha famosa de Nova York, e ao invés de encontrar lojas e ruas congestionadas, aqui tudo parece ser mais civilizado e tranquilo. Na Newbury Street, além de arquitetura inglesa com seus prédios de tijolinho e uma bela rua arborizada, você encontra um comércio de primeira, passando por todas as marcas disputadas em toda cidade grande a achados fashions mais descolados. Termine com uma bela cerveja e boa conversa em um dos famosos pubs irlandeses. Boa cerveja local não falta para abastecer as torneiras. E como prato principal, procure um dos muitos restaurantes especializados na iguaria local, a lagosta. Além de deliciosa, não se acanhe com o medo que daria para quebrá-la. Pedindo com jeitinho para o garçon, eles dão um jeito na casca que num piscar de olhos já era. Bom apetite!

Influência inglesa na arquitetura

Prédio típico

Contrastes

Inspiração da era industrial

Bairro residencial

Encontrando espaço

Área revitalizada de Boston Harbor

Vista do Top of the Hub na Prudential Tower

Repondo as energias

Ale Ravagnani

Halloween, Dia de los Muertos ou Dia das Bruxas. É hoje!

Seja onde for, hoje é dia 31 de Outubro e dia de comemorar o Halloween nos Estados Unidos ou o Dia dos Mortos no México no dia 02 de novembro. No Brasil as escolas de inglês acabaram aderindo às brincadeiras da comemoração e pouco lembram do Feriado de Finados que vem 3 dias depois. Mas é no México que as tradições falam mais alto e a população comemora festejando nos feriados, com comidas típicas, muitas flores, caveiras, doces e acredite se quiser, alegria. Trick or treating? Ale Ravagnani

Artesanato típico feito com recortes de papel no México

Vitrine de loja na Cidade do México

Oferendas no bairro de San Angel, Cidade do México

Típico Dia de los Muertos, México

Dia de los Muertos, San Angel

Mais oferendas ao dia dos mortos no México

Sábado de novembro no mercado de San Angel

Doces em formato de caveira, México

Quer ser enterrado vivo? Aqui você pode

A morte virou arte pop

Rua "enfeitada" na Cidade do México

Decoração do restaurante mexicano temporário A Casa dos Cariris, São Paulo

Dean & Deluca no bairro do Soho, Nova York

Oferta de abóboras para Halloween em Boston

Estoque para o Halloween, Boston

31 de outubro, Halloween

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.